VOLTAR

MENU

Entregas grátis para Portugal Continental para compras acima de 30€ (compras até 5kg)

Piolhos e lêndeas são a mesma coisa?

Piolhos e lêndeas são a mesma coisa?

Piolhos...Não voam. Não saltam. São praticamente invisíveis a olho nú. A sua infestação não é sinónimo de falta de higiene. Mas dificultam a vida a quem vive com eles pelo desconforto que provocam. Falemos de piolhos.

 

O que é a Pediculose?

A pediculose, nome pelo qual é conhecida a infestação por piolhos, pode afetar qualquer pessoa, mas é mais comum em crianças. Não pelos seus hábitos de higiene, mas pelas suas rotinas e proximidade.

Qual a diferença entre piolhos e lêndeas, como se dá a transmissão e dicas práticas paraevitar a propagação. Encontrará tudo sobre piolhos neste artigo!

 

Piolhos e lêndeas: as principais diferenças

Os piolhos são parasitas pequenos, sem asas que provocam a pediculose. Precisam de um hospedeiro, como o ser humano, para completar o seu ciclo de vida. Estes pequenos seres adoram locais com sangue para se alimentarem. Por norma são visíveis, quase sempre nanuca e atrás das orelhas, uma vez que as condições de temperatura e humidade nestas zonas lhes são mais favoráveis. É aqui que a sua proliferação é facilitada. Quanto maior a temperatura, mais rápido se desenvolvem dentro dos ovos. É por isso que durante os meses mais quentes os casos de pediculose aumentam.

Os piolhos são castanhos, rastejam e escondem-se na cabeça, mais especificamente no couro cabeludo, onde se alimentam do sangue do seu hospedeiro. Ao contrário do que se diz, não voam ou saltam. Têm preferência pela zona da nuca e atrás das orelhas. São difíceis de observar, exceto nas grandes infestações.

Um piolho tem três fases de desenvolvimento durante o seu ciclo de vida: a fase de lêndea (o ovo do piolho), a de ninfa (quando deixa a casca e começa a desenvolver-se) e a de piolho adulto. O piolho fêmea deposita os ovos nos fios de cabelo, junto do couro cabeludo, e produz uma secreção que adere os seus ovos aos folículos pilosos. Cerca de 1 semana depois estes ovos libertam as ninfas, que são quase piolhos-bebés. Apenas 9 a 12 dias depois é que as ninfas atingem a idade adulta, começam a alimentar-se e a reproduzir, completando o ciclo. Um piolho adulto apresenta um tempo médio de vida de um mês e sobrevive cerca de 20 horas sem se alimentar.

Ao longo da sua vida, uma fêmea produz em média 150 a 300 ovos ou lêndeas. Por dia, uma fêmea produz 8 a 10 ovos. As lêndeas vivas são ovos branco-acinzentados, ovalados de aspeto "grão de açúcar" que se agarram com firmeza ao couro cabeludo. Acompanhamo crescimento do cabelo e, por isso, podem ser encontradas a alguma distância do couro cabeludo. Por vezes são confundidas com caspa ou descamação do couro cabeludo.

 

 

 

 

 

Como se transmitem os piolhos?

Para percebermos como acabar com os piolhos é essencial saber como se transmitem. O contágio dos piolhos é feito por contacto direto cabeça a cabeça a partir de um couro cabeludo infestado para um couro cabeludo saudável.Tal como já mencionamos, os piolhos não voam nem saltam entre as cabeças. Para existir contágio tem de existir um contacto direto, por exemplo quando encostamos a cabeça para tirar uma fotografia ou, entre crianças, pela proximidade diária que têm. Outra forma de se transmitirem piolhos é através da partilha de objetos pessoais contaminados, como chapéus, lenços, fitas de cabelo, pentes, toalhas ou escovas. A transmissão pode também acontecer permanecendo deitado numa cama, colchão ou almofada, ou até mesmo na partilha de cadeira auto, no automóvel.

 

Quais os principais sintomas da infestação por piolhos?

Os piolhos são parasitas que se alimentam de sangue humano, várias vezes por dia. Durante a picada, enquanto suga o sangue, administra no couro cabeludo um pouco de saliva que tem propriedades vasodilatadoras, anestésicas e anticoagulantes. Por isso, as picadas do piolho provocam sintomas fáceis de identificar:

● Comichão intensa no couro cabeludo;

● Feridas provocadas pelo ato de coçar;

● Marcas visíveis avermelhadas deixadas pela picada;

● Erupção cutânea na parte de trás do pescoço;

● Presença de lêndeas;

● Em casos mais extremos podem ocorrer perturbações no sono e maior irritabilidade;

Esteja atento a qualquer um destes sintomas! A deteção precoce da pediculose evita a sua propagação e facilita o tratamento.

 

10 dicas para acabar com os piolhos

Vamos acabar com os piolhos? Saiba como seguindo as nossas dicas:

1. Manter o controlo e vigilância constantes das cabeças, não só das crianças, como de toda a família. Se vir algum piolho mate-o imediatamente e retire todas as lêndeas;

2. Opte por fazer penteados aos mais pequenos com cabelo apanhado, para evitar transmissão do piolho;

3. A deteção mais fácil e eficaz do piolho consiste em, após a lavagem do cabelo, pentear o cabelo com pente fino, com um toalha branca sobre os ombros. Após a passagem do pente, limpar o mesmo na toalha e verificar se existe piolho ou lêndea;

4. Lavar o cabelo com champô desparasitante adequado. Os champôs são uma solução eficaz para acabar com piolhos e lêndeas, uma vez que promovem a sua morte e facilitam a remoção com um pente fino. O produto deve ser aplicado em todo o cabelo, da raiz até às pontas, deixando atuar durante alguns minutos. Para garantir a eficácia do tratamento, deverá repetir a sua aplicação após 8 dias;

5. Utilizar um pente com regularidade para espalhar melhor o champô, eliminar os piolhos e verificar se existe reinfestação;

6. Após o tratamento, o couro cabeludo pode ficar seco, sensível e com prurido. Opte por utilizar um champô de uso frequente suave;

7. Aplicar uma loção repelente de piolhos sem inseticidas químicos adequado a partir dos 3 anos de idade;

8. Usar amaciador nos fios de cabelo. O amaciador ajudará a impedir que as lêndeas adiram tão facilmente aos fios de cabelo;

9. Lavar os objetos que entram em contacto com o cabelo, como escovas, pentes,chapéus, almofadas e lençóis, para evitar a re-infestação ou transmissão para outra pessoa;

10. No automóvel, deverá aspirar os assentos, colocar a cadeira-auto num saco e mantê-lo bem fechado durante 3 a 5 dias. Tal ação permite erradicar algum piolho resistente, uma vez que estará privado do seu alimento;

 

Estamos na época de regresso às aulas e com o clima ainda quente é frequente começarem as infestações por piolhos entre crianças. Muitas vezes, estas infestações começam nos membros mais novos e espalham-se até aos adultos.

Por isso, previna-se! Evite infestações por piolhos e lêndeas na sua família e saiba como tratar esta situação de forma simples e eficaz. Na Farmácia Varela temos soluções desparasitantes em champô, loção, spray e até em creme para eliminar e prevenir os piolhos. A nossa equipa especializada pode aconselhar qual a melhor opção para si de acordo com as suas necessidades e estilo de vida.

 

Farmácia Varela, onde cuidar é diferente de tratar.

Partilhar:

AS MELHORES MARCAS

  • m5.jpg
  • m7.jpg
  • m9.jpg
  • caudalie.png
  • m16.png
  • m25.jpg
  • m26.jpg
  • m29.jpg
  • m38.jpg
  • m39.jpg
  • m52.png
  • m53.jpg
  • m58.jpg
  • m59.jpg
  • m68.jpg
  • m70.png
  • m106.jpg
  • m141.jpg
  • m164.jpg
  • m249.jpg
  • m2.jpg

Autorizada a disponibilizar Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica através da Internet pelo INFARMED, I.P.

Medicamentos | Se na sua receita tiver MSRM, MNSRM, MSRMV ou Medicamentos Manipulados, estes só podem ser entregues nos seguintes concelhos: Azambuja, Alenquer, Vila Franca de Xira e Arruda dos Vinhos.

Livro de Elogios Livro de Reclamações